Ferreira de Castro

José Maria Ferreira de Castro (1898 - 1974) é uma das figuras cimeiras da literatura portuguesa. Publica, em 1928, o romance Emigrantes e A Selva em 1930, acompanhados de estrondoso êxito internacional, onde a literatura portuguesa pouca expressão tinha. Seguir-se-á, a um ritmo regular, a publicação de outros romances: Eternidade (1933), Terra Fria (1934), A Tempestade (1940), A Lã e a Neve (1947). No período imediato ao pós-guerra, Ferreira de Castro torna-se um dos autores mais lidos em Portugal e no estrangeiro. 

Nos anos cinquenta publica o romance A Curva da Estrada e, entre outras obras, a famosa novela A Missão. De 1968 data o romance O Instinto Supremo, onde o autor regressa, quase quatro décadas depois de A Selva, ficcionalmente à selva amazónica. Ferreira de Castro foi, diversas vezes, proposto para o Prémio Nobel e, outras tantas, recusou sê-lo, em prol de outros escritores portugueses.

Livros do autor

A Lã e a Neve

Ferreira de Castro

Um dos livros de maior sucesso do autor, A Lã e a Neve é, indiscutivelmente, um dos grandes romances da literatura portuguesa do século XX.

Emigrantes Edição Limitada

Ferreira de Castro

Em todas as aldeias próximas, em todas as freguesias das redondezas, havia o mesmo anseio de emigrar, de ir em busca de riqueza a continentes longínquos.

A Tempestade

Ferreira de Castro

Em A Tempestade, Ferreira de Castro transita com mestria das grandes paisagens de A Selva ou Terra Fria para a dimensão fechada do espaço doméstico citadino.

A Selva

Ferreira de Castro

Considerado um dos livros-monumento e de maior sucesso, dentro e fora de portas, da nossa literatura moderna.

A Experiência

Ferreira de Castro

Elogiado pela crítica como romance de grande intensidade psi­cológica e apontado como um dos textos mais subversivos do autor.

Terra Fria

Ferreira de Castro

Publicado originalmente em 1934, Terra Fria suscita, desde logo, o entusiasmo da crítica, vindo a ocupar um dos lugares cimeiros do universo ficcional de Ferreira de Castro e na literatura portuguesa do século xx.

Emigrantes

Ferreira de Castro

Era um sonho denso, uma ambição profunda que cavava nas almas, desde a infância à velhice.

A Missão

Ferreira de Castro

O mais alto cume de realização formal e composição de estilo na obra do escritor.