logo

A Balada de Iza

  • Home
  • /
  • Catálogo
  • /
  • A Balada de Iza
pdf Veja por dentro
  • Autor
  • Coleção
  • ISBN 9789896688165
  • PVP 20.99 € (IVA incluído)
  • preço fixo até
  • 1ª Edição junho de 2020
  • Edição atual 1
  • Páginas 320
  • Apresentação capa mole
  • Dimensões 150x225x22 mm
  • Disponibilidade
    Disponível
  • Comprar

«Uma escrita melancólica, delicada como a graça.» — Lire

«Uma reflexão dolorosa sobre a dificuldade de amar e de compreender o outro, sobre a intrínseca solidão humana.» — L’Obs

Após a morte do marido, um juiz afastado do cargo por motivos políticos, Etelka deixa a sua casa na província e muda-se para o apartamento da filha na moderna e buliçosa Budapeste dos anos pós-Segunda Guerra Mundial. Iza, uma médica respeitada, diligente e militante como o pai, organiza a vida da mãe até ao último pormenor, procurando eliminar quaisquer vestígios do passado e da sua dor. No entanto, arredada de todas as tarefas e decisões, a frágil e nostálgica Etelka vê-se encurralada numa espécie de não-existência, silenciosa e solitária. O amor de Iza controla o seu destino, tal como o de todos os que a rodeiam, alheio às consequências últimas dos seus veredictos.

Retrato da relação entre mãe e filha, crónica complexa de um desenraizamento, A Balada de Iza é igualmente a descrição fiel de uma sociedade húngara sob o peso do estalinismo e uma das obras maiores de Magda Szabó.

Tradução direta do húngaro por Piroska Felkai

Magda Szabó (1917 – 2007), escritora húngara e uma das vozes mais importantes da Literatura europeia do século XX, nasceu no seio de uma família protestante.

Durante o período de ocupação alemã e soviética do país, estuda Latim e Húngaro na Universidade da sua cidade natal, trabalha como professora, publica dois livros de poesia e é galardoada com o Prémio Baumgartner, em 1949. Atinge uma merecida projeção internacional com a publicação do romance A Porta (1987).

A sua obra está traduzida em mais de 30 línguas e foi distinguida com inúmeros prémios internacionais.

Livros publicados


Rua Katalin

    Um romance brilhante e inesquecível.

    A Porta

      Romance escrito em tom confessional e vagamente autobiográfico, A Porta narra a estreita relação que se estabelece entre duas mulheres na Hungria dos anos do pós-guerra.